Dicas de Beleza
Mulheres Maduras

Assim que chega ao período de pré-menopausa, por volta dos 47 anos, o corpo da mulher começa a se preparar para deixar de produzir os hormônios femininos. Nesse período, ela começa a sentir os efeitos dessa transição, como ondas de calor, crises de sudorese noturna, palpitações e dores de cabeça. Após os 50 anos, os ovários param definitivamente de trabalhar e a menstruação é interrompida. Veja dicas para passar por essa fase com mais tranquilidade.

O que fazer na pré-menopausa:
1) Conversar com o seu médico sobre a possibilidade de iniciar a Terapia de Reposição Hormonal, que consiste em repor os hormônios que os ovários deixam de fabricar.

2) Praticar uma atividade física. Isso ajuda a liberar endorfina, que proporciona bem-estar. E mais: exercícios são excelentes para fortalecer os ossos.

3) Fazer peelings com ácido retinóico para amenizar manchas e imperfeições na pele. Outra opção são as aplicações de colágeno para disfarçar as rugas e dar viço. Mas sempre sob a supervisão de um especialista.

4) Caso seja necessário, usar shampoos que dão volume aos cabelos, já que tendem a se tornar mais finos.
O que fazer na Menopausa
1) Manter uma alimentação rica em verduras, grãos, vegetais e cálcio, e pobre em gordura de origem animal, para diminuir o risco de doenças cardíacas e evitar osteoporose.

2) Praticar atividade física para fortificar os músculos.

3) Procurar um dermatologista, pois os tratamentos com ácidos continuam indicados para clarear e afinar a pele.

4) Buscar ajuda psicológica, quando necessário, para resolver questões emocionais que envolvem a fase.

A expectativa de vida da população, em geral, não para de subir. Segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os brasileiros têm vivido, em média, 72,7 anos. A instituição calcula que, em 2030, esse índice deve chegar a 78,3 anos. Esses números apontam que temos muito chão pela frente. Mas, para chegar lá com saúde e disposição é preciso se cuidar. Para os especialistas, a construção da maturidade saudável começa na infância, com o aprendizado de bons hábitos. Isso inclui boa alimentação, atividade física, lazer, entre outros itens. No entanto, sempre é tempo para começar a se cuidar, mudar de emprego, iniciar um novo relacionamento ou fazer pequenos ajustes para ficar ainda melhor.


O segredo é investir em saúde e manter o alto-astral. A alegria contribui para uma vida melhor. Confira algumas dicas para aproveitar melhor a maturidade:
Corpo
- Em relação à pele, o mais importante é ter cuidado com o sol – o maior responsável pelo envelhecimento. Além disso, o excesso de exposição aos raios ultravioleta pode provocar manchas e câncer de pele. A melhor recomendação é o uso regular do protetor solar, mesmo em dias nublados.

- Manter o peso também é importante para a saúde. O aconselhável é seguir um cardápio saudável e praticar atividade física.
Alimentação
- A partir dos 50 anos é fundamental reforçar a ingestão de cálcio para evitar a osteoporose. A nutricionista Fernanda Asprón, de São Paulo, diz que o recomendável é consumir cerca de 1200 mg de cálcio por dia. Isso equivalente a três copos de AdeS Original associado a outras fontes do nutriente, como vegetais verde-escuros e peixes (sardinha e pescadinha).

- Aposte em alimentos ricos em fibras, como legumes, verduras e frutas, para o bom funcionamento geral do organismo.
Atividade física
- Para quem está na faixa dos 50 anos, a dica é praticar exercícios aeróbicos e também musculação. O treinamento com pesos reduz a perda de força durante o envelhecimento e pode ajudar até a aumentá-la. A atividade física ainda ajuda na prevenção da osteoporose.

- Já o alongamento, a ioga e o tai chi chuan podem melhorar a respiração, a flexibilidade e o equilíbrio.
Alimentos Milagrosos

Você torce o nariz para o assunto "reposição hormonal", mas já sente os efeitos da queda de hormônios no organismo? Talvez seja o momento de aderir a substâncias naturais que apresentam evidências de efeitos benéficos para a saúde durante a menopausa. No entanto, lembre-se: antes de fazer qualquer opção, busque orientação médica.


Soja: possui isoflavona, possível agente protetor contra os tumores decorrentes de hormônios. Também pode aliviar os sintomas causados pela falta do estrogênio, como calores pelo corpo e insônia.

Alcaçuz: há possíveis evidências de seu efeito antiinflamatório e inibidor de células tumorais.

Linhaça: rica em ômega 3. Ao fazer parte de uma dieta equilibrada, ajuda a reduzir o colesterol ruim do organismo.
Voltar